Sobre prática e persistência

Traduzo abaixo um trecho da introdução do livro Learn Python The Hard Way, de Zed Shaw, que me chamou a atenção:

Enquanto você está estudando programação, eu estou estudando guitarra. Pratico todos os dias por pelo menos 2 horas. Toco escalas, acordes e arpejos durante pelo menos uma hora e então passo a estudar teoria musical, percepção, peças e qualquer outra coisa que puder. Alguns dias estudo música e guitarra durante 8 horas  porque sinto vontade e é divertido. Para mim, a prática repetitiva é natural e é simplesmente o jeito de se aprender algo. Sei que, para ser bom em qualquer coisa, preciso praticar todo dia, mesmo se eu estiver péssimo (o que ocorre com frequência) ou for difícil. Continue tentando e, eventualmente, vai ficar mais fácil e divertido.

Ao estudar este livro, e continuar com a programação, lembre-se de que tudo que vale a pena fazer é difícil no início. Talvez você seja o tipo de pessoa que tem medo de fracassar, então você desiste ao primeiro sinal de dificuldade. Talvez você nunca aprendeu a auto-disciplina então você não pode fazer nada que seja “chato”. Talvez lhe foi dito que você é “talentoso” então você nunca tenta nada que possa fazer você parecer burro e não um prodígio. Talvez você seja competitivo e queira injustamente se comparar a alguém como eu, que vem programando há mais de 20 anos.

Qualquer que seja sua razão de querer desistir, continue. Force a si mesmo. Se você topar com uma seção Extra Credit do livro que não consegue fazer, ou uma lição que você simplesmente não entende, então ignore-a e volte a ela mais tarde. Apenas continue indo, porque em programação há essa coisa muito estranha que acontece às vezes.

No começo, você não vai entender nada. Vai ser estranho, assim como com o aprendizado de qualquer língua humana. Você vai lutar com as palavras, e não saber quais símbolos são o quê, e tudo vai ser muito confuso. Então, um dia – BANG! – seu cérebro vai estalar e de repente você vai “pegar”. Se continuar a fazer os exercícios e continuar tentando entendê-los, você vai conseguir. Você pode não ser um mestre da programação, mas pelo menos vai entender como ela funciona.

Se você desistir, nunca vai chegar a este ponto. Você vai atingir a primeira coisa confusa (que, no começo, é qualquer uma) e depois parar. Se você continuar tentando, continuar digitando, tentando entendê-la e ler sobre ela, você acabará entendendo.

Mas, se você passar por todo este livro, e continuar sem entender como programar, pelo menos você se deu uma chance. Você pode dizer que deu o seu melhor e mais um pouco e não funcionou, mas pelo menos você tentou. Você pode se orgulhar disso.

No livro, o autor fala sobre programação e música, mas o mesmo vale não só para qualquer outra atividade que nos dispusermos a tentar, mas também para quando queremos cultivar novos hábitos. Fazer exercícios físicos, melhorar a alimentação, acordar mais cedo, nada disso vem sem muita repetição e persistência, por mais que apareçam pessoas para dizer o contrário. Muitas vezes a intenção é vender alguma fórmula mágica que dificilmente dá resultado.

Sucesso antes de trabalho, só no dicionário.

About these ads

2 comentários sobre “Sobre prática e persistência

  1. Esperança bit-a-bit

    Muitos pensam preconceitualmente no estereótipo de um programador: antipatia e indiferença. Você, Rodrigo Amaral, aqui teve sucesso em por uma reflexão que faz pensar o quanto temos de ajuda humanitária.

    Responder
    1. Rodrigo Amaral Autor do post

      Obrigado! É um ofício como qualquer outro, mas às vezes as pessoas não querem se dar o trabalho de procurar conhecer as outras e se contentam em propagar estereótipos, por ser bem mais cômodo.

      Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s